Dedicada exclusivamente ao e-commerce, a catarinense Meu Móvel de Madeira, de Rio Negrinho, decidiu arcar com os prejuízos da guerra fiscal eletrônica.


Fonte: http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a3253795.xml&template=3898.dwt&edition=16766&section=129